Acessibilidade

Imprensa Oficial do Amazonas completa 127 anos

 

FOTO IOA

 

A Imprensa Oficial do Amazonas (IOA) completa em 2019, neste dia 31 de agosto, 127 anos de existência. O aniversário assinala mais um ano de uma trajetória de mais de um século servindo o Governo do Amazonas e a sociedade amazonense, com a missão de publicar os atos oficiais da Administração Pública e trabalhar com produção gráfica, criando uma fonte geradora de economia para o Estado.

O Diário Oficial já passou algumas fases, que contribuíram de forma significativa no recebimento de matérias, montagem e impressão do veículo oficial. São páginas que contém partes da História do Amazonas. E o futuro vem trazendo novidades.

INÍCIO DE TUDO – A HISTÓRIA

Numa época em que eram escassos os veículos de comunicação geradores diários de notícias no Amazonas, a criação da Imprensa Oficial foi um marco na história amazonense. Concebida para ser o maior órgão de divulgação do Estado, a Imprensa Oficial foi criada pela Lei de nº 01, do dia 31 de agosto de 1892, assinada pelo então governador do Estado, Eduardo Gonçalves Ribeiro.

A grande lacuna existente no segmento dos meios de comunicação na época iria agora ser preenchida diariamente com os periódicos impressos pela Imprensa Oficial do Amazonas. A mesma lei que criou o órgão citava ainda onde deveria ser construída à sede da autarquia estadual.

“Logo após a publicação da Lei, o engenheiro Diretor da Repartição das Obras Públicas do Estado na época, Armênio de Figueiredo, foi chamado para dirigir a construção do prédio da Imprensa Oficial, na avenida Sete de Setembro, onde hoje funciona o banco Bradesco, no Centro de Manaus. No dia 15 de novembro  1893, circulou em Manaus o primeiro Diário Oficial”, destacou o diretor-presidente da autarquia, Mário Aufiero.

Segundo o livro “Notas sobre a Imprensa Oficial do Estado do Amazonas”, do escritor Mário Ypiranga Monteiro, foram 58 anos ininterruptos cumprindo o que foi considerado o maior mérito da Imprensa Oficial, publicar diariamente os atos oficiais da administração pública. Até que surgiu a necessidade da criação de uma gráfica, como fonte de economia para o Estado.

Não demorou muito para que medidas fossem tomadas e a gráfica virasse realidade. A Imprensa Oficial ganhou então, os mais sofisticados equipamentos gráficos do mundo, superando até máquinas de fábricas europeias. Graças a isso, muitas obras impressas na gráfica da Imprensa Oficial foram para o mercado de forma diferenciada e conquistaram muitos prêmios.

127 ANOS DEPOIS

No século atual, a tecnologia transformou a maneira como o ser humano se comunica. A introdução dos computadores na vida das pessoas tornou mais acessíveis e rápidas as atividades desenvolvidas.

Isso também se refletiu no veículo oficial de imprensa do Estado: hoje em dia, para se publicar os atos oficiais no Diário Oficial, o atual sistema informatizado atende à demanda, mas existe uma necessidade de adaptar-se e trazer novas soluções.

“Vamos mudar para a era eletrônica. Com o sistema eletrônico, todo processo, da publicação à certificação digital, será online. O papel não será mais utilizado, tudo vai ser cem por cento eletrônico. Uns cliques que vão fazer diferença na vida das pessoas e trazer menos impacto ambiental. É um novo tempo que vai chegar à Imprensa, vindo ao encontro da atual diretriz do Governo do Estado de modernizar a administração, com inovação e tecnologia. O presente será dado à Imprensa Oficial do Amazonas, que completa, neste ano, 127 anos”, destaca Mário Aufiero.

Esse processo de modernização também acontece a olhos vistos no Parque Gráfico da Imprensa Oficial, que desde o início, e até hoje, vem acompanhando as mudanças nas tecnologias de impressão. Prova disso é o reforço que a gráfica do órgão está ganhando com a chegada de novos maquinários.

“Já estão conosco três máquinas novas. Uma laminadora – que, apesar do nome, plastifica as capas de qualquer superfície plana, como livros ou pastas –, uma grampeadora elétrica e uma máquina de plotter de recortes de impressos vinílicos. Um investimento necessário para agilizar ainda mais as demandas e trazer economia de tempo e dinheiro para os clientes”, relatou Mario Jorge Corrêa, diretor técnico da IOA.

Toda essa modernização além de agregar valor, oportuniza economicidade nos serviços gráficos e vai ao encontro da visão definida na gestão atual.

Impressão à parte, o conteúdo das publicações da Imprensa Oficial do Estado também nunca deixou a dever. Dos prelos do órgão já saíram obras de grandes autores amazonenses, a exemplo de “Cultos de Santos e Festas”, de Mário Ypiranga, publicado em 1993, e “Antologia Biográfica de Personalidades Ilustres do Amazonas”, de Moacir Andrade, de 1995.

Entre as mais recentes está “Bernardo Cabral, o jurista, o político, o intelectual”, do Gaitano Antonaccio, que terá sua segunda edição lançada neste início de setembro.

VALORES

Com mais um ano de trajetória que se inicia no dia 31 de agosto, a Imprensa Oficial também reúne novos valores, com mais foco nos clientes, buscando eficiência, inovação e tecnologia. Os novos investimentos alcançam igualmente valores humanos, prezando pelo desenvolvimento das pessoas em um ambiente mais participativo.

Maria do Perpétuo Socorro Oliveira e Silva é uma das mais antigas servidoras da Imprensa Oficial. Ela já trabalhou em quase todos os setores, e vê a Imprensa como uma escola de vida.

“Aqui foi meu primeiro e único emprego. Eu recebi outras propostas, mas não quis sair. É uma repartição boa de se trabalhar. A Imprensa representa para mim uma grande parte da minha vida”, ressaltou Maria do Perpétuo Socorro.

A última contratada pelo regime celetista da IOA tem 22 anos de casa, chama-se Juscilene Graça e trabalha no setor do caixa.

“Comecei a trabalhar aqui com 19 anos. Aprendi bastante coisa e, como profissional, foi muito bom para mim. Eu me sinto preparada para subir de nível. Trabalho com esperança de que possamos sempre melhorar, porque considero a Imprensa Oficial uma autarquia muito importante para o Estado. Nós contribuímos de forma significativa para a sociedade”, frisou Juscilene.

A autarquia estadual conta hoje com 110 servidores, trabalhando em regime celetista.

À frente da Imprensa Oficial do Estado desde o início de 2019, o Diretor-Presidente Mário Aufiero possui ações de reformulação das instalações e projetos inovadores para a autarquia.

“O nosso grande desafio para um futuro próximo é trazer o Diário Oficial para um ambiente totalmente online, onde vai ser possível emitir a publicação do seu ato ou dos atos que envolvam a vida do Governo do Estado e da população amazonense, de qualquer canto: da própria casa, do interior, de outro estado e até estando em outro país.

Isso vai trazer mais facilidade, comodidade, agilidade, transparência e segurança. Os avanços tecnológicos exigem investimentos constantes na melhoria das técnicas, e estamos trabalhando para isso”, destacou Mário Aufiero.

 


Reportar Erro